segunda-feira, 22 de março de 2010

Folha bastante corrida...

Enviado por um leitor

Quero deixar claro aqui que isso não tem a menor importância pra mim, mas como para alguns é fundamental...!

José Serra, aos 18 anos, ingressou no curso de Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, o qual nunca concluiu. Em 1963, foi presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE) e da União Nacional dos Estudantes (UNE), função que os opositores chamam a quem está lá de comunista e baderneiro!

Com o golpe militar de 1964, ele exilou-se na Bolívia, no Uruguai e, em seguida, no Chile, onde fez o "Curso de economia" da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe), de 1965 a 1966, especializando-se em planejamento industrial. Apenas 2 (dois) anos de curso!

Depois disso, fez mestrado (???) em Economia pela Universidade do Chile (1968), da qual foi professor entre 1968 e 1973. Em 1974, fez Mestrado e Doutorado (???) em Ciências Econômicas na Universidade Cornell, nos Estados Unidos, sem nunca ter cuncluído uma faculdade!

Detalhes Adicionais

Fez mestrado e pós-graduação no exterior, insuficientes no Brasil, e virou “professor de economia” da USP.
Como? É que alguns países permitem que qualquer pessoa freqüente cursos de mestrado e pós-graduação, mesmo que só tenha o curso primário, por exemplo. Foi assim que José Serra aproveitou o exílio para freqüentar esses cursos, no Chile e nos Estados Unidos. Mas, no Brasil, a Lei de Diretrizes e Base exige graduação de nível superior até para professores do 1º grau.

Mas deixar pra lá esse pequeno detalhe de não ter concluído o curso é outra história. E tirar diploma de pós-graduação fora do Brasil e usar isso no Brasil num cargo público que exige nível superior é pior: é crime mesmo!



NOS COMENTÁRIOS:

Aaron Groisman disse...
Tenho um vizinho que saiu do sertão do Cariri do lado paraibano e que, sem ele me dizer porque, foi parar em Santa Cruz de La Sierra na Bolívia e hoje vende DVD pirata no centro de São Paulo pra sobreviver. Quando ele ouve falar do preconceito dos demos tucanos paulistas contra nordestinos, ele diz que agora sim sabe porque tem tanto estudante brasileiro e na maioria paulistas filhinho de papai estudando medicina em Santa Cruz sem precisar de vestibular e famosa até lá mesmo por ser um verdadeiro CARNICERO (açougue). A cidade lá na Bolívia é o maior centro reacionário, de milícias direitona e a sede da burguesia fascista preconceituosa da Bolívia. Lá eles treinam tiro ao alvo num boneco com a foto do rosto do índio presidente Evo Morales. Então tá explicado, eles se formam e são trazidos de voltas pelo paizão empregá-los em altos cargos e com sua própria e bem montada clínica.

4 comentários:

Ana Carolina disse...

Tucano ou urubu malandro?
Na verdade, ele e o FHC se auto-exilaram para aparecerem na foto, no futuro, como herois da resistência. Não é de hoje que esses dois falsos doutores e moralistas de araque aprontam no cenário político. Estão tendo o fim que merecem.

Stela Ibraimovich disse...

Cínicos, dissimulados, mentirosos, espertalhões, corruptos até as vísceras, incompetentes comprovados... E ainda tem gente que acha que pessoas desqualificadas como estes Demônios Tucanos, ainda devem botar suas mãos sujas no Novo Brasil.
Nunca mais.

blog do Messias 40 disse...

Esses malandros DEMO-TUCANOS são só imagem. Fabricação da grande mídia. Vamos juntos "denonar" os grandes meios de comunicação com nossos blogs.
Saudações Libertária
Messias Junior

Aaron Groisman disse...

Tenho um vizinho que saiu do sertão do Cariri do lado paraibano e que, sem ele me dizer porque, foi parar em Santa Cruz de La Sierra na Bolívia e hoje vende DVD pirata no centro de São Paulo pra sobreviver. Quando ele ouve falar do preconceito dos demos tucanos paulistas contra nordestinos, ele diz que agora sim sabe porque tem tanto estudante brasileiro e na maioria paulistas filhinho de papai estudando medicina em Santa Cruz sem precisar de vestibular e famosa até lá mesmo por ser um verdadeiro CARNICERO (açougue). A cidade lá na Bolívia é o maior centro reacionário, de milícias direitona e a sede da burguesia fascista preconceituosa da Bolívia. Lá eles treinam tiro ao alvo num boneco com a foto do rosto do índio presidente Evo Morales. Então tá explicado, eles se formam e são trazidos de voltas pelo paizão empregá-los em altos cargos e com sua própria e bem montada clínica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...